Negócios: AO Clothing, não é por acaso o sucesso!

Negócios: AO Clothing, não é por acaso o sucesso!

Quem conhece Ayrton Ocimar sabe que se parar e lembrar quem era ele a 04 anos atrás, um garoto franzino cheio de sonhos, que começava a surgir como um blogueirinho iniciante no Instagram, sendo inclusive requerido por órgãos públicos para propagandas de TV, mas poucos apostariam que ele seria um empreendedor nato. Evidente que todo início é meio confuso, com um negócio que surgiu em casa, vendendo camisas, sandálias e bonés, marcado pela logo AO 97, e Ayrton logo que inaugurou sua primeira loja no Center Dona Flor em Jacobina, dividia seu tempo com uma casa de eventos e também arriscava-se como empresário no meio artístico local, além da produção de shows e entretenimento.

Da vocação empreendedora que parecia abraçar tudo, veio a maturidade atrelada ao foco na marca AO Clothing, a Vila Universitária fechou, a arte musical já não é prioridade, shows e eventos, apenas como espectador. A empresa funciona pautada na força dos valores familiares, a mãe Leica se divide entre orientações e sua vida que até pouco tempo era de secretária da saúde na cidade de Mirangaba, os irmãos também ajudam e o crescimento já rendeu 04 lojas, que tornaram-se referência onde chega, a exemplo da matriz em Jacobina, mais as franquias de Irecê e Camaçari. Além das lojas exclusivas da marca, atualmente a rede conta com mais de 60 representantes e revendedores espalhados por diversos estados, a exemplo da Paraíba, Pernambuco, Ceará e com força no sudeste marcando presença no Rio de Janeiro.

Segundo o jovem empresário para alcançar o patamar que a rede conseguiu foi necessário renunciar a muita coisa e priorizar o trabalho. “Eu sonhava em trabalhar, e por ter uma vocação natural, as oportunidades que surgiam eu tentava pegar e trabalhar como muito afinco, até que foi preciso traçar a prioridade, foquei na AO Clothing e tive o apoio da família e de amigos, minha mãe é parte fundamental, pois por inúmeras vezes, ela é quem arrumava as prateleiras e mostruários da loja, então se eu não tivesse a família que tenho, dificilmente teria chegado até aqui. Nossa marca hoje está presente em diversas regiões da Bahia, temos um estilo próprio onde conseguimos implantar nosso espaço desde a periferia até às classes privilegiadas, o que prova que além da geração de emprego e renda, é possível fazer inclusão social por meio da moda jovem” relata Ayrton

INFORMA SERTÃO/ Clayton Luz
Foto: Augusto Urgente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *